Marketing Pessoal: Como fazer o seu?

Não perca mais tempo!
Contrate agora um parceiro de marketing que realmente pensa nos resultados e crescimento do seu negócio.

Há uma anedota contada no meio da comunicação de que a primeira coisa que um publicitário vende é a si mesmo. Essa é a perspectiva mais consciente sobre o que é marketing pessoal.

Em tempos de tanta concorrência, inclusive entre as pessoas que estão no mercado, é importante entender como se colocar para ser reconhecido.

Antigamente, era possível que a concorrência fosse menor pela incapacidade que as mídias tinham de abarcar todos que queriam anunciar nelas.

Contudo, diante das perspectivas digitais, todos têm a possibilidade de se colocar para o seu público de forma amplificada. 

Um vendedor que antes passava de porta em porta para oferecer uma toalha para mesa de buffet, agora, consegue estabelecer sua marca no ambiente digital.

Isso se dá por conta da diversidade que existe em termos de mídias sociais, possibilitando, assim, um recorte exato do que deve ser feito.

Outra comparação temporal, pode ser dada a partir das dinâmicas de recursos humanos para a procura de emprego.

Durante muito tempo o marketing pessoal estava relacionado à vestimenta do sujeito na hora da entrega do currículo e, posteriormente, na entrevista.

Contudo, com a ampla concorrência que há dentro do ambiente digital, outros pontos passaram a fazer parte dessa dinâmica.

Hoje em dia, a formulação de um currículo chamativo com elementos textuais convincentes é mais importante do que os aspectos citados acima.

Além disso, todas as informações ali presentes precisam estar de acordo com os mecanismos de filtragem das inteligências artificiais usadas pelas empresas de RH.

Outro ponto importante, é que um grande contingente das entrevistas feitas estão utilizando os recursos digitais.

Nesse sentido, o que antes dependia de um deslocamento até a empresa, hoje, pode ser feito a partir de casa.

Contudo, engana-se quem acha que o marketing pessoal só está relacionado ao aperto de mão e olho no olho.

Na verdade, diversos elementos podem ser adotados para que essa entrevista seja bem executada.

A adoção, portanto, de práticas de marketing pessoal são fundamentais e podem trazer alguns benefícios para quem as considera, alguns deles são:

  • Mais oportunidades;
  • Reconhecimento;
  • Networking;
  • Crescimento.

Esses são alguns pontos de vantagens que podem ser obtidos a partir da consolidação da prática do marketing pessoal.

Se bem estabelecidos, a criação de novas possibilidades e oportunidade de mercado começam a fazer parte do cotidiano daquela pessoa.

Se, porventura, uma aplicadora de peeling químico para melasma consegue se estabelecer para o seu público a partir dessas técnicas, é possível que ela passe a ser reconhecida como um ponto de referência sobre o assunto.

Diante disso, há chances reais de que esse espectro de contatos seja amplificado e, portanto, aumentando a escala de networkings feitos.

Por fim, tudo isso tem uma grande incidência no crescimento, uma vez que aquela pessoa passa a ser reconhecida pelo seu trabalho.

O que é marketing pessoal?

Muitas terminologias são adotadas pelo mercado e, portanto, precisam ser compreendidas pelo público.

Esse é o caso do marketing pessoal, que é muito utilizado de forma coloquial no dia a dia, esse termo tem ganhado cada vez mais espaço.

Diante disso, o marketing pessoal é a aplicação de técnicas de mercado para a manutenção de uma boa imagem.

Ou seja, se, por exemplo, um despachante conseguir se fixar no mercado como alguém que faz entrega rápida de documentos, isso se dá por conta de seu marketing pessoal, que é bem trabalhado e desenvolvido.

Nesse sentido, essa ferramenta é o grande auxílio de uma pessoa dentro de algum ambiente de trabalho possui.

No entanto, esse ponto não se relaciona apenas com o meio empreendedor. Na verdade, é possível encontrar esses aspectos em funcionários de diversas empresas.

Afinal de contas, todos querem conquistar um lugar ao sol e, para que isso ocorra, é importante recorrer a certos recursos.

Por exemplo, em uma empresa de design de interiores, um funcionário pode sugerir alguma inovação, como no caso da aplicação de poltrona de auditório com braço e prancheta escamoteável em áreas de lazer de um condomínio.

Essa pode até não ser a função daquela pessoa, mas, ao solucionar um problema, ela passará a ser considerada dentro de seu ambiente.

O marketing pessoal, portanto, é a ferramenta essencial para quem está buscando conquistar o seu espaço.

Personal branding

Dentro dessas perspectivas citadas, existem algumas confusões que podem acabar sendo feitas e por isso precisam ser esclarecidas.

Enquanto o marketing pessoal está relacionado com a promoção de uma pessoa para determinado cargo ou serviço, o personal branding vai para outra direção.

Essa técnica consiste em estabelecer um valor de marca para aquela pessoa. Ou seja, é de fato uma estratégia de branding aplicada ao sujeito.

Se, porventura, um aplicador de filme stretch pequeno estiver buscando se fixar para além de seu nome, ele pode assumir algumas posturas de marca.

A adoção de um nome fantasia e de uma logomarca podem ser alguns dos aspectos que fundamentam o seu personal branding.

Contudo, todos esses aspectos precisam ser alinhados com os mecanismos de marketing pessoal.

Dicas de aplicação

A partir da compreensão da importância do marketing pessoal para aqueles que buscam um lugar em determinados mercados, garantir algumas dicas de aplicação pode ser fundamental, algumas delas são:

Qualifique o trabalho

A qualificação do trabalho pode passar por alguns aspectos fundamentais que precisam de atenção.

O primeiro deles é a busca por evoluções pessoais dentro de uma área. Por exemplo, um trabalhador do transporte pode buscar pela adição de categoria D em sua CNH para amplificar o seu espectro de serviço.

Outros pontos que podem ser adotados são a matrícula em cursos profissionalizantes ou, de forma mais ampla, a qualificação em ensino superior.

Todos esses pontos convergem na qualidade do trabalho e, com isso, o mercado consegue atribuir mais confiança àquela pessoa.

Aposte na postura

Apostar na postura pode significar uma série de atitudes que uma pessoa precisa tomar para que consiga obter um bom marketing pessoal.

O uso de roupas adequadas para as ocasiões de serviços que forem propostas por aquele mercado.

Por exemplo, se o setor de serviços estiver na averiguação e emissão de laudo clcb vigente é importante que ao fazer a vistoria o fiscal esteja com os itens necessários para a sua segurança.

Além disso, outros atributos como o carisma podem significar uma boa relação com os clientes.

Afinal de contas, ninguém gosta de ser tratado com grosseria. Nesse sentido, as saudações mais tradicionais dos bons costumes são importantes.

Utilize a internet

É certo que a internet tem a característica de conseguir amplificar toda oferta de serviços e produtos e, por isso mesmo, é importante considerá-la para a manutenção de um bom marketing pessoal.

Se a busca for por inserção no mercado de trabalho, montar um perfil em redes sociais com esse fim pode ser primordial.

No entanto, é importante manter alguns critérios qualitativos na hora de cadastrar um currículo em determinados serviços.

Desde a imagem utilizada no perfil até a estruturação do texto, os elementos de marketing pessoal precisam ser levados em consideração.

Outro aspecto importante dentro da perspectiva digital é, justamente, a possibilidade de se oferecer um serviço ou produto de forma ampla.

Por exemplo, um aplicador de persiana vertical preços em casas e apartamentos pode montar uma página online para se comunicar com possíveis contratantes.

Contudo, é importante tomar alguns cuidados para que essa estratégia não morra na praia e represente um fracasso em vendas.

Entender, portanto, quais são os elementos que as empresas estão adotando para as redes sociais é fundamental.

Diante disso, é possível entender como se colocar dentro desses ambiente de forma ampla e que gere um bom número de interações com o público-alvo.

Considerações finais

Seja através de anedotas cotidianas ou de preocupações empresariais, é certo que o marketing digital tem sido cada vez mais difundido. 

Isso se dá pela sua grande capacidade de aplicar ferramentas mercadológicas no cotidiano do trabalho de uma pessoa.

Ou seja, é a partir dele que se torna possível criar uma imagem positiva para possíveis contratantes.

Entender, portanto, como estabelecer-se no mercado através desses mecanismos é fundamental.

Contudo, antes de qualquer coisa, é preciso desfazer algumas confusões que podem acontecer com outras terminologias.

Por isso, é importante entender que marketing pessoal é a adoção de ferramentas de marketing para a promoção de si mesmo e, por sua vez, o personal branding é uma forma de criar uma marca a partir desses mecanismos.

A partir da compreensão assertiva do que é essa técnica e quais são suas potencialidades, algumas dicas podem ser dadas para a sua realização.

O primeiro ponto é a qualificação do trabalho prestado. Ou seja, a partir de formações pessoais, o serviço começa a ganhar novos patamares.

Além disso, entender a postura diante daquele mercado é essencial. Utilizar, portanto, as vestimentas adequadas e manter a boa educação é fundamental.

Por fim, é preciso que se entenda como as ferramentas digitais podem ajudar na manutenção de uma boa imagem pessoal.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Veja mais conteúdos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.